Os meios sociais on-line tem um grande impacto no comércio das músicas, ou seja a influencia das vendas de um álbum ou single e dos meios sociais estão interligados concretamente. Next Big Sound , uma empresa que mede o consumo e as decisões de compra de música digital a nível mundial, afirma que “é possível tirar partido dos meios sociais nao apenas para aumentar as vendas mas também para prever o sucesso de um álbum antes de este ser lançado”.

Está provado que existe uma conexão entre as vendas de álbuns e a visualização de sites e redes sociais de bandas e musicas. Isso acontece quando uma pessoa ouve um single na radio ou no YouTube (um site que permite que seus usuários carreguem e compartilhem vídeos em formato digital) e decide comprar,  normalmente a pessoa informa-se do artista ou da banda utilizando a ferramenta do Google que lhe dará informações no site oficial ou da Wikipédia.

Penso que é essencial que as músicas passam pela radio, pois facilita-nos o conhecimento e influencia-nos a decidir a comprar. Sempre que conheço alguma música pela rádio, tenho o hábito de procurar o artista ou banda pela web, pelas páginas do Facebook, do  Twitter e de outros serviços audio-visuais. Acho que todos seguem esse caminho, se nao me engano, que acaba por tornar-se uma ajuda para determinar as vendas de álbuns, isso é, que ajudam a influenciar directamente a venda do single.

Acho importante referir que a conexão dos meios sociais on-line e do comércio musical deve-se ao envolvimento dos  fãs. São eles que, quanto mais envolvidos estiver, possibilitam uma maior probabilidade de os consumidores adquirirem os seus álbuns, obrigando os fãs a ter um conhecimento de forma mais eficaz nos meios sociais on-line.