Antes de mais, acho importante definir o que é a cidadania digital.

A cidadania digital é principalmente definida como as normas da existência de um comportamento adequado em relação ao uso da tecnologia. Cada vez mais estamos a tornar-nos cidadãos digitais, a partir do momento em que estamos totalmente inseridos no contexto da tecnologia. No meu ponto de vista, a cultura digital é um direito de todas as pessoas. No entanto, a questão é simples.  Somos cidadãos nativos da tecnologia, desde muito novos, no entanto, não são só benefícios. O facto de a cultura digital ser um direito de cada um, torna-se uma responsabilidade acrescida. O que nós fazemos na internet, ou o que colocamos, torna-se visível para todas as pessoas, no entanto, muitas das vezes, tenta haver pela parte dos pais principalmente, um controlo dos conteúdos visionados pelos seus filhos, mas essas barreiras são quebradas por estes ” nativos digitais”.

Mike Ribble, um educador e estudioso deste tema da cidadania digital, identifica então 9 elementos, sendo estes:  o acesso digital, o comércio digital, a comunicação digital, a etiqueta digital, a literacia digital, a lei digital, o direito e responsabilidade digital, a saúde e bem-estar digital e por fim, a segurança digital.

Vou referir agora, na minha perspectiva o que penso que sejam estes conceitos, estes 9 elementos, contrastando também com a visão deste estudioso.

O acesso digital está ligado a uma participação em questões electrónicas na sociedade, isto é, cada utilizador das novas tecnologias tem que ser consciente e estar de acordo com o acesso electrónico que cada um tem. Todas as pessoas, todos os cidadãos tem que ter acesso á tecnologia, independentemente de outras questões. Todos tem que ter um acesso igual á tecnologia.

O comércio digital está ligado cada vez mais á compra de bens. Cada vez mais, cada consumidor pelo facto de estar rodeado de tecnologia, tem que estar atento e aprender com questões ligadas á economia digital.

A comunicação digital, é o aspecto mais importante na minha opinião, porque está ligado á troca electrónica de informação e é o que mais está presente no nosso dia-a-dia. Cada vez mais,  temos uma ampla variedade de ferramentas, de escolhas na comunicação digital. Todas as pessoas podem comunicar a qualquer momento, a qualquer hora.

A etiqueta digital está relacionada com os padrões que são seguidos, isto é, os padrões de conduta que cada utilizador deve ter. O  que se pode fazer relativamente a esta questão da etiqueta digital é ensinar outras pessoas a transformarem-se em nativos digitais responsáveis por esta nova sociedade cada vez mais em modificação.

A literacia digital é talvez, um dos temas mais falados, quando existe referência á cidadania digital, visto que a literacia digital está relacionado com o processo de aprendizagem destes cidadãos sobre a utilização da tecnologia. Cada vez mais vão evoluindo as novas tecnologias, logo é necessário uma aprendizagem por parte das pessoas, para serem adquiridos novos conhecimentos.

A lei digital é transmitida essencialmente em termos de ética da utilização da tecnologia na sociedade. A partir do momento, em que os cidadãos tornam-se ativos nestas novas tecnologias, precisam de ter responsabilidade pelos atos que praticam na rede.

O direito e responsabilidade digital, são talvez dos 9 elementos, o que mais abrange o mundo,  na medida em que os cidadãos tem expostos, por exemplo numa constituição, um conjunto de direitos relativos ao que são ” cidadãos digitais”  e a todos os direitos que lhes são concedidos.

Saúde e Bem-Estar Digital. Esta questão cada vez mais torna-se mais importante, visto que muitas das vezes a excessiva utilização da tecnologia digital, faz com que hajam consequências para os utilizadores. Por isso, estes tem que ter a informação dos perigos que estão adjacentes a este aspecto.

Por fim, temos a segurança digital. Tal como nos protegemos na nossa vida ” real”, também nos temos que proteger na nossa vida ” online”. Temos que nos prevenir de certos aspectos, como por exemplo : furtos, para não termos o risco de ficar sem os nossos dados.

Penso que acima de tudo, a evolução das novas tecnologias traz cada vez mais benefícios para a sociedade em geral, no entanto, o cidadão ou o utilizador tem que se precaver de certos aspectos que a internet não pode controlar, ou outra tecnologia digital.

Fonte:

http://tic_luana_juliana_7b.blogs.sapo.pt/1200.html

http://www.miudossegurosna.net/MSNN-NOVE-ELEMENTOS-DA-CIDADANIA-DIGITAL-v1.pdf

Através de:

Ferramenta Scoopt it

cdc