Rino Stefano Tagliafierro, artista e animador, usou as técnicas de animação digital para fazer com que cerca de 100 pinturas clássicas “ganhassem vida”,

Através de uma curta-metragem, “Beauty”, o artista italiano Rino seleccionou mais de 100 pinturas clássicas e submeteu-as num tratamento digital de animação, com o objectivo de faze-las “ganhar vida”.

Numa curta-metragem denominada “Beauty”, o artista italiano Rino Stefano Tagliafierro seleccionou mais de 100 pinturas clássicas e submeteu-as a um tratamento digital de animação que lhes “deu vida”. Giuliano Corti, docente no Instituto Europeu de Design, referindo-se ao trabalho do artista italiano, afirmou que “esta intervenção de Tagliafierro trouxe de volta à vida a força dos gestos imobilizados nas telas, dando-lhes um novo movimento e sentimento ao libertá-los da sua rigidez”, adiantando que “era impensável há alguns anos atrás que estas imagens imóveis que a história da arte nos ofereceu, ganhassem agora outra dimensão e beleza através da animação digital”.

É uma criação bastante notável, juntar a arte clássica através da animação notável. Podemos então ver que a comunicação digital abriu às portas a “força de gestos imobilizados” para um “novo movimento de liberdade”, ajudando a fortalecer a arte ganhando uma nova forma de vida, embelezando-a.