110562291SZ

De acordo com as previsões avançadas, a Apple espera vender 12 milhões de iPhone na China. A parceria entre a Apple e a China Mobile já era esperada, mas foi adiada por várias vezes. Segundo o jornal “The Wall Street Journal”, Tim Cook, CEO da Apple, está muito “optimista” sobre a aliança com a China Mobile. “Começamos a conhecer-nos. Hoje é um começo e acho que há muito mais coisas que as nossas empresas podem fazer juntas no futuro”, disse Cook. O negócio, válido por mais de um ano, é considerado como o maior acordo que a marca da maçã já estabeleceu para vender ‘smartphones’. A China Mobile espera contar com “milhões de pré-encomendas” de iPhones, nas diversas versões. Para já, a Foxconn já preparou 1,4 milhões de unidades do iPhone 5S exclusivamente para a China Mobile, o que confirma os números de pré-encomendas apresentados pela operadora.

A China Mobile deverá ter perto de 700 milhões de clientes, o que é favorável para a Apple já que lhe permitirá combater o crescimento do Android e a afirmação do Windows Phone. Estima-se que a Samsung lidere o mercado chinês com uma quota de 21% e que a Apple esteja em sexto, com 9% de quota.