almaALMA, a filha da violência” foi o  vencedor do  concurso World Press Photo 2012 na categoria de documentários interativos.  É um relato forte e não indicado para as pessoas mais sensíveis que conta a história de uma jovem que pertenceu durante 5 anos a um dos grupos mais violentos da Guatemala. Alma confessa ter roubado e matado para ganhar o seu lugar na “mara” (os grupos locais). Conta também o enorme preço  que teve que pagar para sair deste grupo.

A história é tão forte que o espectador não sabe se deve perdoá-la ou acusá-la por ter escolhido ser “culpada” e não vítima. O seu exemplo mostra todos os problemas sociais de um país como a Guatemala: a pobreza, a violência doméstica e de rua, o fracasso escolar, o machismo… alma 2 ipad

Neste documentário, o espectador torna-se realizador em tempo real do seu próprio documentário e enquanto está a ouvir a história, pode escolher entre ver o testemunho de Alma sobre fundo preto, ou olhar as imagens da ilustração (fotos e vídeos que mostram o estado da Guatemala profunda). O espectador pode também passar de uma pista de video a outra, uma forma de navegação intuitiva que faz com que o espectador se concentre na história. Além disso o testemunho da protagonista não tem interrupções, facto que facilita a imersão do espectador.

O documentário foi publicado em versão Internet, duas versões para tablet (Ipad e Android), documentário televisivo, dois livros e uma exposição itinerante.

Se estiverem prontos e assumirem que o que vão ver não é propriamente fácil nem agradável, podem visualizar o documentário no link a seguir:

http://alma.arte.tv/en/webdoc/